Pesquise por hashtags, nomes, e assuntos Pesquisar

Ética é para todos

A ética sempre foi uma busca de fazer um bem maior, mesmo que em atos menores. Preservar uma sociedade com ações de indivíduos que tem como responsabilidade a garantia do bem-comum. O respeito muitas vezes ao um outro que se quer sem conhecer. Por mais que se praticarmos o bem a quem conhecemos, já um grande feito.

Renunciar a um benefício para si em prol de outros. Aqueles que inocentes, podem ser prejudicados pelos nossos atos. A ética é colocar na balança o que realmente pesa e tem valor na ação. Fazer escolhas.

Platão acreditava que o homem ético na política deveria renunciar aos benefícios pessoais. Não deveria ser beneficiado materialmente pela função que exerce. Não deveria “tocar em ouro”, como afirmava o filósofo grego.

Inclusive, para Platão, nem deveria ter família. Pois poderia se corromper e ser persuadido a beneficiar os seus, deixar de ser imparcial, justo. Ter a razão dominada por impulsos e desejos.

A ética de Platão se mostrou desumana. Difícil de ser seguida. A Grécia Antiga, onde vivia o pensador, tinha cidades menores com poucos com acesso a política. Não vivia a democracia de nossos dias carregada de variáveis e tantos outros. Uma sociedade com tantos hábitos culturais e tendências humanas.

Porém, a ética não se perdeu e fazer o bem comum é possível. Não vivemos em um ambiente do cada um por si. Há um fator que liga a todos e uma condição comum dependendo de cada um.

Existem valores que devem ser preservados. Temos que agir de forma racional e não nos deixar levar pelas paixões e desejos. Por mais que sejamos um animal político, não podemos ser arrastados pelos instintos.

Liberdade não é cada uma faz o que quer e o que bem entende. Isso se chama anarquia. E a culpa não é da democracia, mas da falta de limites e respeito as instituições que a preservam. Entender que nossas escolhas são feitas dentro de uma possibilidade que não somos nós quem as criamos, mas sim nossa relação com os outros. Sem elas não seríamos livres.

Fala pra gente o que achou

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *