24/01/2015 às 09h57

O tempo dos objetos

Quando a vida passava, o objeto ficava. As heranças dos bens de uso eram comuns. A penteadeira, a cristaleira, a cama, o armário, os talheres, a máquina de escrever... Objetos que permaneciam com um registro de quem deu sentido e vida a eles. Hoje, na inversão dos sentidos são os objetos que dão vida ao ser humano e lhe educa para uma função.

Gilson Aguiar - contato@gilsonaguiar.com.br
Objetos Humanizados

Objetos Humanizados

Na sociedade de consumo humanizamos os objetos e fazemos da vida apenas um busca pelo consumo.
No passado, não muito distante, as coisas tinham mais tempo de convivência. O objeto feito pelo esforço humano para durar expressava em sua existência a complexidade do trabalho demarcando o poder de quem poderia usufruir de seu uso por um longo tempo. Por isso, nossos avôs tinham óculos, relógios, carros e roupas com uma longa duração. 

Quando a vida passava, o objeto ficava. As heranças dos bens de uso eram comuns. A penteadeira, a cristaleira, a cama, o armário, os talheres, a máquina de escrever... Objetos que permaneciam com um registro de quem deu sentido e vida a eles. 

Hoje, na inversão dos sentidos são os objetos que dão vida ao ser humano e lhe educa para uma função.  Somos uma extensão de coisas com vida curta. A pouca durabilidade, o curto prazo de validade, alerta para a dinâmica dos sentidos e das relações. Nada permanece. O sentido de mudança deixou de repousar no sentido dos seres humanos para repousar na humanidade dos objetos de consumo. Ninguém define melhor o caráter e a personalidade, o estilo de vida, o “conceito”, do que os bens que consumimos.

A lembrança sobre nossa existência passa a ser descartada na proporção em que os bens se multiplicam e passam rápido pela nossa existência desenhando nossas contradições. Nosso desaparecimento não será notado, assim como não se espera a duração de nada que nos cerca. A busca pela eterna juventude ou o desejo da imortalidade, coisas impossíveis e desejadas intensamente, expressam o precário sentido da vida.

 
 

ÚLTIMAS NOTÍCIAS