18/03/2014 às 13h21

Cidade: liberdade e difícil convivência

Fico pensando, porque a democracia é a forma de governo típica das sociedades maduras. Porque a liberdade está na proporção da maturidade. A cidade é o maior ambiente democrático.

Gilson Aguiar - contato@gilsonaguiar.com.br
Insonia na cidade

Insonia na cidade

Sons e Sono
A vida em um espaço urbano não é uma tarefa fácil. As cidades carecem cada vez mais de planejamento. Mesmo a nossa, onde o ele tem destaque. Agora o som das ruas invade as casas. Carros, movimento de pessoas a noite e a música dos bares. Queremos silencio, mas a cidade não dorme, principalmente à noite. Nos finais de semana, que sempre começam na quinta ou sexta-feira à noite, quando alguns encerram o dia, outros estão apenas começando um ritmo que atravessa a madrugada à dentro. A cidade é assim.

A polêmica do momento são os moradores de áreas onde se encontram bares com música ao vivo e sem ambiente acústico. Eles querem medidas para acabar com o barulho, ou melhor com a música, afinal, tem gosto e desgosto para tudo. Os vereadores foram acionados e tem a missão de conciliar o inconciliável. Afinal é a cidade, o lugar de encontros e desencontros, parodiando Vinícius e sua declaração sobre a vida. Mas a vida está na cidade, onde nunca haverá consenso, o direito da convivência entre as diferenças.

Por isso, o melhor a fazer é conviver sabendo que quanto mais a cidade cresce, os desencontros nos educam. Fico pensando, porque a democracia é a forma de governo típica das sociedades urbanas. Porque a liberdade está na proporção da maturidade. A cidade é o maior ambiente democrático, há lugar para tudo. Mas nem tudo está no lugar certo. O som do bar na madrugada faz vizinhança com quem já está dormindo. O dilema entre o prazer do sono e o gosto pelo som.
 
 

ÚLTIMAS NOTÍCIAS