21/10/2013 às 17h02

O retrato do amor

Meu amor é meu, mas a minha existência se confunde com quem amo. Existir no outro.

Gilson Aguiar - contato@gilsonaguiar.com.br
Michele: o amor

Michele: o amor

Michele
Eu não saberia dizer, afinal nunca soube. Por mais que falasse, por mais que tentasse, nada seria do tamanho exato da imensidão. O todo de tudo não se detalha, se contempla e se tenta e assim se dá a proporção do que nunca se resumo, se vive.

O sentimento é vivo, pulsa e repulsa, quando se tenta conter. Melhor deixar. Dói de todo e de todo jeito. Quando se sente com vontade de morrer de tanto excesso de vida. Quando se teme perder, por ameaçar o que nos faz vivo.

Não vivo sem este sentimento. Não vivo sem sua presença e só sinto a minha com a sua. Vejo em seus traços o registro do sentimento, que por mais que tente dar limites, se torna infinito pelos dias. Este tal amor, o meu amor.

 
 

ÚLTIMAS NOTÍCIAS