01/08/2013 às 16h56

Crise existencial endivida

A racionalidade está se afastando do consumidor. A busca por possuir está carregada de prazer no ato e não na função.

Gilson Aguiar - contato@gilsonaguiar.com.br
Endividamento

Endividamento

Consumo
Cresce o endividamento das famílias brasileiras tem dados preocupantes, 65,2%. O levantamento foi feito pela Confederação Nacional do Comércio, Prestação de Serviço e Turismo (CNC). O índice teve alta de 7,6% na comparação com julho de 2012 e julho de 2013. 

Mesmo que retirado o financiamento da casa própria, o que aumenta consideravelmente o nível de endividamento das famílias brasileiras, a elevação entre 2005 e 2013 saiu de 15% pra 30%. O índice é preocupante por estar em ascensão. O que coloca as famílias brasileiras no momento de decisão, agir para não perder o controle sobre o orçamento.

Mas a pergunta é: “Por onde começar?”. O melhor começo não é de imediato planejar, mas saber o que se quer da vida. Isto mesmo, qual o significado da existência, quais são as metas em longo prazo? Estas devem ser as perguntas que devem ser respondidas antes de planejar.

A racionalidade está se afastando do consumidor. A busca por possuir está carregada de prazer no ato e não na função. A valorização das pessoas e não das coisas pode ser um bom começo para evitar o endividamento.

 
 

ÚLTIMAS NOTÍCIAS