Jornalista » Textos

No dia 08 de julho do ano passado, após três sessões discutindo o tema, a Câmara de Vereadores de Maringá aprovou o fim da dupla função dos motoristas do transporte coletivo da cidade.
Não considero que um encontro de jovens em shopping para protestar seja uma forma de exercitar a cidadania. É apenas a mente vazia buscando espaço onde gostaria de estar diariamente.
Podemos estar assistindo ao um começo de um comportamento mais civilizado no trânsito e poupando inúmeras vidas que ele ceifa todos os anos.
Superar a marginalidade é uma prática que as mulheres de baixa renda fazem constantemente. Estão demonstrando no empreendimento é a capacidade de gerar meios de continuar mantendo a família.
O vazio gera riscos nesta aparência carregada de desejo instintivo. Um risco brincar de adulto sem ter capacidade de suportar as consequências.
Há uma beleza na mistura, na paisagem do encontro que este país representa. E está por todos os lados a miscigenação.
Se fosse deixar o sentimento falar, acredito que ficaria, como muitos, à beira da vingança como solução.
Temos que aprender como consumidores a sermos gestores de finanças pessoais. Considerar de que há consequência para ações de consumo imediato que se refletem no futuro.
Esta história da fórmula mágica, a busca pelo o antidoto da bondade é antiga. Quem já viu o primeiro filme Matrix sabe do que estou falando.
Não há dúvidas que o dinheiro de plástico está tomando conta de nossas vidas. No Brasil, hoje, 26,4% das famílias estão utilizando o cartão.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS