Jornalista » Comentário

Ontem assisti ao debate dos presidenciáveis na Rede Globo. Aécio e Dilma se enfrentaram na disputa pela presidência em uma discussão de pouca qualidade.
O Haiti não fica na África. Mas para quem não tem o conhecimento a generalização é a melhor resposta.
É preciso dar tempo a democracia. Melhoramos muito nestes anos, nossa democracia tem qualidade. A maturidade política é um exercício constante de aprender com os erros na busca do acerto.
O presidente do BC argentino, Juan Carlos Fábrega, pediu demissão por desentendimento com a presidente. Por conseqüência destes fatos, a Bolsa de Valores de Buenos Aires caiu 10%.
A série de entrevistas sobre o tema “Mobilidade Urbana” foi realizada esta semana, entre os dias 22 e 26 de setembro. Conversei com pesquisadores, aqueles que na academia discutem as cidades. Em 2050, 70% da população mundial viverá nas cidades, a grande tribo de concreto.
A luta pela vida é buscar soluções em contato direto com o cidadão. É ele, o ser humano em seu dia a dia a resposta. Eventos que promovam o encontro do cidadão com soluções faz uma imensa diferença, o que muitas vezes a crítica pequena e constante não é capaz de fazer, resolver.
Consumir bebida alcoólica, já foi no passado, um destes sinais de maturidade. A embriaguez não era para qualquer um. Assim como, ter o seu veículo de transporte próprio, o que um dia já foi o cavalo, tinha o mesmo sentido, coisa de adulto.
Na atualidade ascendem ditadores insanos, no governo e em nossas vidas. O imediatismo toma conta daquele que tem papel determinante em nosso destino.
O novo terrorista discursa pela defesa dos excluídos, mas são exatamente estes que os extremistas armados coagem e ameaçam. O camponês, o operário, a criança, a mulher, o idoso, o desempregado, todo o “humilhado” lhe serve de vítima e de desculpa para promover a violência.
A Classe C já foi um dos principais motivos de exaltação do crescimento econômico brasileiro. Segundo dados da IPC Marketing, serão gastos este ano cerca de R$ 324 trilhões. Mas a Classe C não será mais a impulsionadora deste consumo.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS